Um dizer que agradece pela “boniteza de um sonho” [1]



Por Márcia Mendes[2]

Pôr do Sol - Livramento de Nossa Senhora, Portal Sul da Chapada Diamantina, Bahia (Foto: Kleber Chaves)


APOENA –  um sonho mergulhado no sonho tecido fio a fio entrelaçados por sabores e saberes daqueles que iguais a  APOENA também enxergam longe!
A palavra APOENA carrega a força dos bravos e sábios indígenas que ancoraram suas vidas no solo fértil também da Chapada Diamantina. Lugar que guardado de cor na memória para embalar os dias que o sol insiste em chover.
A Chapada Diamantina mora em mim e é nesse canto mágico da Bahia que emerge um tear filosófico composto por jovens professores(as) de Filosofia. Sim, ainda é possível, permanecer “grávidos” de esperança. Uma esperança rendada aos olhos de Paulo Freire como ciranda, movimento, luta jamais como espera vã.
Foi tocado por esse sentimento de negação à letargia que APOENA brotou das entranhas de quem experimenta o gosto pela sabedoria e deseja compartilhar com outros para fomentar relações dialógicas que construam significados, mas também sentido, envolvido pelo contexto, de forma singular por cada estudante das nossas escolas públicas da rede estadual de ensino.
APOENA traz a palavra para o centro da linguagem. A palavra para pensar sobre a vida, a dor, a doença nesse tempo já tão líquido e, agora, tomado por uma pandemia. Mas apesar da dor que dilacera em nós desnudando a invisibilidade humana diante dos “podres poderes” e revelando os fios apodrecidos de um tear que teima em seguir de modo irrefletido, APOENA desperta num cirandar bonito para descortinar novos modos de ler o mundo à guisa do pensamento filosófico.
Sinto-me imensamente contemplada na ação de vocês que seguem a travessia também experimentada por mim e parodiando as palavras do poeta Charles Baudellaire: que vocês sejam sempre entusiasmados com o sonho, a poesia, a sabedoria, sem descanso porque tecemos destinos com nomes e endereços e não meramente números.

Gratidão colegas!




[1] Livro escrito por Moacir Gadotti com prefácio escrito por Ângela Antunes
[2] Professora da rede pública estadual, hoje, atuando na Coordenação da Educação Infantil e Ensino Fundamental na Superintendência de Políticas para a Educação Básica - SUPED Secretaria da Educação da Bahia – SEC. Escritora e Contadora de histórias. Mestranda em Ensino do Programa de Pós-Graduação da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APOENA | Folheto didático de Ensino de Filosofias | V. 01 | Nº. 01 | Abril/2020.

APOENA | Folheto didático de Ensino de Filosofias | V. 01 | Nº. 02 | Maio/2020

APOENA agradece o apoio em sua estreia